domingo, novembro 19, 2017
Home > Notícias > Descuido ou falta de fiscalização?

Descuido ou falta de fiscalização?

foto:Raphael Santos
foto:Raphael Santos
foto: Raphael Santos
foto: Raphael Santos

Nesta tarde de quinta (30/01), por volta das 15h, ocorreu mais um atropelamento na Av. Leopoldo Bulhões, principal via de acesso do Complexo de Manguinhos. O acidente aconteceu na altura do Mandela 1. A vitima se encontrava há, aproximadamente, 30 metros de um sinal de trânsito. Claudete Alves Gonçalves, 70 anos, moradora do Conjunto dos Ex-Combatentes, foi atingida por um veiculo Vectra, de cor prata, placa KPY-1602.

O motorista ainda tentou socorrer a vitima, que faleceu no local. Levado para a 21ª DP, onde foi registrado o atropelamento e feita a autuação por homicídio culposo, onde não existe a intenção de matar. Populares afirmam que o condutor do veiculo realizava uma ultrapassagem no momento do acidente, e a vitima atravessava longe do sinal.

No local, moradores cobravam uma maior fiscalização das forças policiais que, na maioria das vezes, não são encontradas na via. E, quando estão presentes, colocam seus carros em cima das calçadas, estreitas, impedindo o ir e vir dos pedestres, obrigados a dividir a pista com os carros. Quase 3H após o atropelamento, uma equipe da Defesa Civil apareceu, mas só removeu o corpo para o IML após a perícia da Policia Civil, que demorou, aproximadamente, mais 40 minutos.

Uma moradora, com uma certidão de óbito de seu pai em mãos, fazia um apelo para que as autoridades aumentem a fiscalização da Leopoldo Bulhões, contendo o descaso com os pedestres. Segundo essa moradora, no dia 11 de janeiro de 2014, sua família foi atingida pelo descaso dos que não respeitam as leis de transito. Na altura dos Correios, por volta de 11H da manhã, seu pai andava de bicicleta quando foi atropelado e o motorista fugiu sem prestar nenhuma ajuda.

Claudete Alves Gonçalves recebeu orações dos amigos no local do acidente. O Padre Gege pediu paz e confortou os parentes, num momento muito emocionante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *