sábado, novembro 18, 2017
Home > Cidadania > VOCÊ ACREDITA? | Paloma Gomes

VOCÊ ACREDITA? | Paloma Gomes

PALOMA GOMES

 

Eles contam que é para benefício do povo, que é preciso que alguns sacrifícios sejam feitos para melhorar o país. Acrescentam também que alguns direitos necessitam de reformulação ou até mesmo que sejam retirados, que a população entenderá, quando na verdade tudo piora para o trabalhador.

Nada disso faz sentido. A realidade é que eles roubam para atender aos seus próprios interesses e quem paga a conta é a população. Não devemos e nem vamos aceitar! É preciso lutar, unificar os trabalhadores para que sejamos a força na retomada dos direitos que foram arrancados brutalmente da camada mais empobrecida da sociedade, cada vez mais jogada à margem.

Vamos então dar nomes aos personagens. Esse governo que está no “poder” atual é ilegítimo, não foi escolhido por nós, cidadãos, em uma eleição direta. Esse governo que através de um golpe, uma “puxada de tapete”, se colocou no comando do país. Desde então, junto à bancada de direita, ou seja, uma grupo de políticos que não lutam pelos direitos de todos, lutam por interesses de quem deseja ter mais domínio e dinheiro, começaram a retirar nossos direitos enquanto classe trabalhadora, dando o nome de “reforma trabalhista”.

Para explicar um pouco melhor sobre essas “bancadas”:  uma bancada de direita é um grupo com defesa de interesses da manutenção da  classe mais favorecida, junto às grandes empresas, que possui grande capital, dinheiro e o poder. Já uma bancada de esquerda é o grupo que se junta às lutas de garantias de direitos dos menos favorecidos, da classe pobre, trabalhadora. Ambas atuam na disputa dentro do governo.

Agora, se atente a uma reflexão seguida de uma pergunta, sendo nós da classe mais desvalorizada, subalternizada, criminalizada, excluída, com direitos negados e retirados, essa reforma onde o patrão negocia direto com o empregado é para nosso benefício e entenderemos que tudo o que está acontecendo, como também a reforma da previdência que aumenta o tempo de contribuição para a aposentadoria, como a reforma do ensino médio diminuindo as matérias importante de acesso, o aumento da gasolina, a previsão de aumento da passagem do ônibus, e muito mais, isso é para nosso benefício? Você acredita?

colunista do Fala Manguinhos

Paloma Gomes é moradora de Manguinhos, formada em pedagogia e atuante nos coletivos locais. 

*Os textos dos colunistas do Fala Manguinhos é de responsabilidade dos próprios autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *