domingo, agosto 19, 2018
Home > Educação > O que o Rio de Janeiro pode aprender com Maranhão?

O que o Rio de Janeiro pode aprender com Maranhão?

 

Com a medida que editei ontem, o salário inicial do professor de 40h no Maranhão passará para R$ 5.750,00. Acreditamos que esse grande investimento é fundamental para desenvolver o nosso Estado”, Essas foram as palavras publicadas nessa quarta-feira (28) na conta pessoal do Twitter de Flávio Dino, governador do Estado do Maranhão referente a medida editada terça-feira.

Comparada com São Paulo, o Estado mais rico da federação onde o salário base do professor é de R$ 2.415,89,  Maranhão passa a pagar quase o dobro desse valor. O Estado governado por Geraldo Alckmin (PSDB), que após pressão dos educadores, anunciou que vai reajustar em 7% o valor, que passará a ser de R$ 2.585,00 para a rede estadual.

Como forma explicita de comparações, no Estado de São Paulo, um magistrado no Judiciário ganha de auxílio-moradia o benefício de R$ 4.377,73 mensais, isso é só para pagar seu humilde aluguel, não vamos nem colocar o salário pra não ficar assustador demais esse distanciamento de salário de profissionais do judiciário com os da educação brasileira. 

Nas redes sociais o aumento salarial dos professores do Maranhão foi comemorado “Parabéns governador. Isso é o reconhecimento aos profissionais de educação. Espero que eles também saibam valorizar”, escreveu uma internauta. Essa medida significa um aumento real no salário superando a inflação, o que representa um poder de compra maior. A Diretora do Colégio Estadual Clóvis Monteiro, em Manguinhos, comemorou “A qualidade no ensino passa pela valorização do profissional. O salário precisa proporcionar ao docente além do pagamento de suas contas mensais, o acesso à livros, teatro, cinema… Além do mais, o professor que recebe bem, consegue se dedicar apenas a uma escola, o que é o ideal” escreveu. 

Uma vitória pra educação que precisa servir de exemplo para governadores de outros estados, como forma de combater a violência e promover o desenvolvimento do país. 

 

Matéria escrita pelo jornalista do Fala Manguinhos Tarcísio Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *